COOPERADO

Home/Notícias

Com participação da Coocafé, entidades do Café das Matas de Minas criam Conselho em prol dos cafeicultores da região

Com o objetivo de trabalhar a valorização e o reconhecimento dos Cafés das Matas de Minas, 11 instituições ligadas à cafeicultura criaram o Conselho das Entidades do Café das Matas de Minas. Sob a coordenação do Sebrae, o Conselho conta com a participação de 11 entidades, dentre elas a Coocafé e o Sicoob Credicaf.

Os representantes das instituições estão se reunindo desde 2 º semestre de 2011, quando o Sebrae começou a trabalhar o desenvolvimento de lideranças. Durante todo o ano de 2012, foram realizadas reuniões mensais, para definir diretrizes e pontos de trabalho. E na última reunião, realizada neste mês de junho, em Alto Caparaó/MG, foi apresentado o estatuto e eleita a primeira diretoria.

O presidente da Coocafé, Fernando Romeiro de Cerqueira, foi nomeado também presidente do Conselho das Entidades do Café das Matas de Minas. Além de Fernando Romeiro de Cerqueira, a diretoria está composta pelo diretor financeiro do Sicoob Credilivre, Sebastião Lourdes; e pelo diretor administrativo do Sicoob Credicooper, Anderrson Miguel Rodrigues. Já o Conselho Fiscal da entidade está composto por: João Noronha (Sicoob Credicaf), Alexandre Junqueira Leitão de Almeida (Associação de Cafés Especiais de Manhuaçu), Lino da Costa e Silva ( Sindicato Rural de Manhuaçu); conselheiros fiscais suplentes: Silvana Damasceno Gomes Labanca (Sindicato Rural de Luiburgo), Isaac Malta Júnior (Sindicato Rural de Manhumirim), Denival de Souza Barros (Associação Mãos Dadas de São João de Manhuaçu).

Este conselho também conta com a participação de represantes das seguintes entidades: Sicoob Credicooper  (Fábio Júnio de Carvalho), ACARC (Rodrigo Gonçalves Sobreira Rocha), Sicoob Credilivre (Nayme José de Salles e Isis de Castro Amaral Faria), SCAMG (José Antônio Pena), Sindicato dos Produtores Rurais de Manhuaçu (Isaura Pereira da Paixão), Cooparaó (Luciano Correa Pechara), Coocafé (Pedro Antônio da Silva Araújo).

Entre grupo de lideranças e grupo técnico, este Conselho conta com a participação de cerca de 30 pessoas.  A linha de trabalho do Conselho contemplará, principalmente, quatro pontos: qualidade, governança, identidade e mercado. Neste primeiro momento, com a criação da diretoria, a governança está sendo trabalhada. As próximas linhas serão abordadas em breve, com o acompanhamento de uma consultoria especializada nos assuntos.

A criação deste Conselho se dá em um importante momento para a cafeicultura, pois é preciso que as lideranças estejam alinhadas e unidas, para que os cafeicultores da região obtenham bons negócios.

Notícias relacionadas

5.06
Feira de Negócios da Coocafé e Coocafest 2024
15.04
Encontro de Mulheres Cooperativistas
27.03
Coocafé faz assembleia ‘Carbono Neutro’ em armazém da cooperativa
8.03
Cooperado, sua participação na Assembleia Geral Ordinária é muito importante!

Download feito com sucesso!